quarta-feira, 31 de julho de 2013

Versículo do Dia!


"E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos."
Daniel 2:21

terça-feira, 30 de julho de 2013

Versículo do Dia!



"E disse o Senhor: Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: Desarraiga-te daqui, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria."
Lucas 17:6

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Versículo do Dia!



"Em Deus tenho posto a minha confiança; não temerei o que me possa fazer o homem."
Salmos 56:11

domingo, 28 de julho de 2013

Alguém Disse...


“Antes da sua conversão você apenas caminhava sozinho e cego para as glórias de Cristo, tudo que você viu de Jesus Cristo, você odiou, porque Ele é santo e você é mau. Mas no dia da sua conversão Deus regenerou o seu coração, Ele lhe deu um novo coração e você viu Jesus e extasiado seu coração guiou você a adorá-lo.”
Paul Washer

Versículo do Dia!


"Ouvi, vós os que estais longe, o que tenho feito; e vós que estais vizinhos, conhecei o meu poder."
Isaías 33:13

sábado, 27 de julho de 2013

Intercessão!


Graça e Paz,

Nossa arma mais poderosa é a ORAÇÃO, Deus nos deu esse privilegio de podermos falar com Ele através da Oração.
Devemos usar essa "arma", para guerrear contra tudo o que nos afligi, vemos coisas que nos incomodam, porem esquecemos de falar com nosso Criador sobre aquilo, se algo ou alguém nos atingi temos que orar por elas.
Abaixo estão algumas coisas que deveríamos prestar mais atenção na hora de nossa oração.

Temos que orar por nossas famílias, pois o inimigo esta sempre com planos de adentrar para poder destruir nossas famílias, para nos afastar da nossa comunhão com Deus. Esta querendo destruir todos os laços familiares afastando e nos levar para o caminho contrario da vontade de Cristo.

Temos que interceder contra todos os espíritos de vícios, pois isso esta cada dia afastando mais e mais homens e mulheres para longe de Jesus.

Orar por aquelas pessoas que infelizmente se prenderam em laços de outras religiões, pois estes laços estão impedindo que muitas vidas sejam entregues para Jesus. Isso é mais comum do que se imagina, esta em nossas famílias, em nosso trabalho e até mesmo em nossa Igreja, temos que orar para que toda essa barreira caia por terra em nome de Jesus.

Devemos orar pela nossa Igreja, pois temos grandes igrejas serias sendo fortemente atacadas. Temos falsos ministérios se levantando para pregar o falso Evangelho, isso tem que parar!

Principalmente temos que orar por nós mesmos, pois grandes mudanças ao redor depende de nós em querer mudar e entregar cada dia mais nas mãos de Cristo Jesus.

Quaisquer pedidos de oração deixe nos comentários ou mande para nosso e-mail geradosporcristo@live.com, que postamos no blog, para mais pessoas orar por você.

Fiquem com Deus.

Versículo do Dia!



"Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus"
Mateus 5:44

sábado, 20 de julho de 2013

Versículo do Dia!


"E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida."
Apocalipse 21:6

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Exercendo o amor aos que nos foram confiados.


Lendo o livro de 2Crônicas, atentei-me à um aspecto interessante na passagem em que a rainha de Sabá visita o rei Salomão. Certamente o rei Salomão era elogiado e prestigiado em seu tempo; tendo isto, a rainha quis conferir de perto a veracidade dos elogios:

Disse ela então ao rei: [...] "Como devem ser felizes os homens da tua corte, que continuamente estão diante de ti e ouvem a tua sabedoria! Bendito seja o Senhor, o teu Deus, que se agradou de ti e te colocou no trono dele para reinar pelo Senhor, pelo teu Deus. Por causa do amor de teu Deus para com Israel e do seu desejo de preservá-lo para sempre, ele te fez rei, para manter a justiça e a retidão". (2Crônicas 9: 7-8).

Isso me leva à pensar na responsabilidade que nos foi incumbida, quanto àqueles que nos coube orar, apoiar, servir, e participar de sua jornada de fé. Também reflito quanto às nossas famílias neste mesmo prisma. O nosso primeiro ministério, – a família, – deve ser gerido com diligência por cada um de nós, afinal, Deus une as pessoas com propósitos, e nos coloca em lugares estratégicos para fazermos a diferença. Neste caso, você não nasceu em sua família por acaso; tampouco casou ou casará com seu cônjuge (futuro cônjuge) por mera obra do "destino". Quando nos sujeitamos à direção de Deus em nossas vidas, Ele nos unirá à pessoas com um propósito pré-estabelecido por Ele. Cabe à nós, darmos sempre um bom testemunho, e edificarmos a vida daqueles que nos foram confiados por Deus!

O final da passagem destacada acima, declara: "Por causa do amor de teu Deus com Israel e do seu desejo de preservá-lo para sempre, ele te fez rei, para manter a justiça e a retidão." (2Crônicas 9:8).
Apliquemos o mesmo às nossas vidas! O Senhor nos coloca responsáveis por aqueles no qual Ele deseja preservar e abençoar. Seu amor por essas vidas, coloca-nos como peças-chave em suas circunstâncias, em momentos específicos no qual o Senhor deseja fazer Sua obra.

Sabe aquelas orações que você tem feito àquele seu familiar doente precisando de cura?

Sabe aquele amigo que você está influenciando à Cristo?

Sabe aquela vizinha que contou-lhe sem maiores delongas, grande parte das dificuldades que tem vivido?

O Senhor pode tê-los colocado em Seu caminho! E digo mais: Ele pode ter confiado em seu caminho, para que você exerça o seu papel de "sal da terra e luz do mundo", auxiliando e acolhendo no que for preciso!

Fique atento aos lugares em que o Senhor te coloca! No emprego novo, na faculdade, numa simples festa de aniversário... Você pode ter sido colocado (a) ali por Deus para intervir positivamente na vida das pessoas!

Lembre-se da rainha Ester, judia, e vivendo na Pérsia, foi usada pelo Senhor para pedir o favor do rei pelos judeus, e para jejuar por sua vida e seu povo que corria risco de morte. Como disse seu primo Mardoqueu:"Quem sabe não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha?" (Ester: 4:14).

Creio que, do mesmo modo que o Senhor usou Salomão e outros reis e profetas para abençoar a vida do Seu povo, nos nossos dias Ele ainda nos usa para abençoarmos a vida dos que nos cercam!

Filhos naturais, filhos espirituais, colegas de trabalho, liderados, familiares, amigos... todos os que nos cercam, necessitam que o Espírito que habita em nós venha transformá-los e guiá-los à esta mesma realidade espiritual.

Divida, frutifique, multiplique... exerça com amor o ministério de cuidar e edificar os que o Senhor te confiou!

Deus os abençoe!

No amor de Cristo,
Priscila

terça-feira, 16 de julho de 2013

O Peregrino


O Peregrino- John Bunyan

O Peregrino - A Viagem do Cristão da Cidade da Destruição para a Jerusalém Celestial é um livro escrito por John Bunyan e publicado na Inglaterra em 1687. O livro é uma alegoria da vida cristã.

Bunyan relata, no prefácio e no posfácio, que escreveu O Peregrino como uma forma de alerta aos perigos e vicissitudes enfrentados na vida religiosa por aquele que seguem os ensinamentos bíblicos e buscam um caminho de perfeição para alcançar a coroa da Vida Eterna, citada no livro do Apocalipse na Bíblia. O Peregrino tenciona levar o leitor a refletir sobre como deve ser vigilante na vida terrena, simbolizada pela jornada de Cristão.

Desde sua publicação, o livro jamais deixou de ser impresso. Depois da Bíblia, este é o livro mais conhecido no meio cristão não somente de fala inglesa, mas de diversas línguas, inclusive na China, onde o governo comunista chegou a produzir 200 mil cópias que foram distribuídas em três dias.
O jovem peregrino chamado simplesmente Cristão, atormentado pelo desejo de se ver livre do fardo pesado que carrega nas costas, segue sua jornada por um caminho estreito, indicado por um homem chamado Evangelista, pelo qual se pode alcançar a Cidade Celestial. Na narrativa, todas as personagens e lugares que o peregrino depara levam nomes de estereótipos (como: Hipocrisia, Boa-Vontade, Sr. Intérprete, gigante Desespero, A Cidade da Destruição, O Castelo das Dúvidas, etc.) consoante os seus estilos, características e personalidades.

No ínterim, surgem-lhe várias adversidades, nas quais ele padece sofrimentos, chegando a perder-se, ser torturado e quase afogar-se. Apesar de tudo, o protagonista mantém-se sempre sóbrio, encontrando auxílio no companheiro de viagem Fiel, um concidadão seu. Mais adiante na trama, Fiel é executado pelos infiéis da Feira das Vaidades que se opõem à busca dos dois peregrinos. Contudo, Cristão acha outro companheiro, chamado Esperançoso, que mais tarde lhe salvará a vida, e eles seguem a dura jornada até chegarem ao destino almejado.

A obra é uma alegoria contada como fosse um sonho, voltando-se sempre a extrair dos eventos narrados alguns ensinamentos bíblicos de forma simbólica, nos moldes das parábolas bíblicas. John Bunyan também aí infere certos fatos históricos do seu tempo, como a perseguição aos protestantes, em especial aos da denominação do autor.


Escrito em 1678, durante o tempo em que John Bunyan permaneceu na prisão por ter se rebelado contra a igreja oficial da Inglaterra, "O Peregrino" espalhou-se rapidamente e é o segundo livro mais vendido em todo o mundo, estando atrás apenas da Bíblia. Seis anos depois de ver seu primeiro livro tornar-se um sucesso de vendas, Bunyan publicava o segundo volume da obra, "A Peregrina". A história apresentada por Bunyan é uma alegoria a vida de todos os homens em busca da cidade celestial. Os personagens: Evangelista, Adulação, Malícia, Sábio Segundo o Mundo e os lugares: Desfiladeiro do Desespero, Pântano da Desconfiança, Castelo da Dúvida, Vale da Humilhação, Rio da Morte, entre outros, são maneiras brilhantes com o qual Bunyan prende o leitor até o final de sua leitura.

Fiquem com Deus.

Versículo do Dia!



"Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus."

Romanos 15:5

domingo, 14 de julho de 2013

Versículo do Dia!



"E será que antes que clamem eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei."
Isaías 65:24

sábado, 13 de julho de 2013

"Concede-me o dom da oração"



"E longe de mim esteja pecar contra o Senhor, deixando de orar por vocês. Também lhes ensinarei o caminho que é bom e direito" (1 Samuel 12:23).

Você talvez pense que deixar de orar por outros não constitui pecado contra Deus, mas Samuel considerou claramente o contrário. Deus nos chama para apoiar uns aos outros, amar uns aos outros e orar uns pelos outros. Quando não agimos desse modo, deixamos de viver na unidade e comunhão que Ele deseja que tenhamos, e não poderemos experimentar todas as bençãos que ele quer dar-nos. Samuel sabia disso e anunciou que seria fiel na oração pelos israelitas -  apesar de todo o mal que fizeram aos olhos do Deus.
A oração é o maior presente que podemos dar a uma pessoa. É claro que, se ela precisa de alimento, roupas e um lugar para viver, tais necessidades também devem ser satisfeitas. Isso, porém, não é motivo para negligenciar nosso dever de orar por ela. As coisas materiais são temporárias, mas as orações podem influênciá-la durante a vida inteira.
Não podemos receber tudo o que Deus tem para nós até que pratiquemos a oração intercessória. Isso faz parte do chamado de todo cristão porque somos todos chamados para interceder por outros. Deus quer que amemos as pessoas o suficiente para sacrificar nossa vida por elas, em oração.

Fonte: A Bíblia da Mulher que Ora, Stormie Omartian 

Versículo do Dia!



"E quanto a mim, longe de mim que eu peque contra o SENHOR, deixando de orar por vós; antes vos ensinarei o caminho bom e direito."

1 Samuel 12:23

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Versículo do Dia!



"Quando saíres à peleja contra teus inimigos, e vires cavalos, e carros, e povo maior em número do que tu, deles não terás temor; pois o SENHOR teu Deus, que te tirou da terra do Egito, está contigo."

Deuteronômio 20:1

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Versículo do Dia!

163357_352780728153762_1094459560_n
“Com a sabedoria se constrói o lar e sobre prudência ele se firma.”
Provérbios 24:3

Familia: Herança Perpétua do Senhor

“E os filhos de Manassés não puderam expulsar os habitantes daquelas cidades; porquanto os cananeus queriam habitar na mesma terra.”
Josué 17:12


Ontem foi termino do nosso jejum e oração a favor das famílias, mas isso não significa que tudo já esta resolvido e que agora podemos nos acomodar. Não significa também que não valeu de nada, mas foi apenas o começo.
Nossa família é a herança do Senhor. Assim como Deus havia dado ao povo de Israel a terra de Canaã eles precisaram lutar contra todos os inimigos que havia se apossado dela. Hoje o Senhor nos pede para guerrearmos contra todos os inimigos que estão se infiltrando em nosso lar.
Vemos em Josué as tribos batalhando contra os povos que haviam profanado a terra do Senhor, e consequentemente tomado possessão da aliança que o Senhor havia feito com seus pai. Entre muitas vitorias o povo começou a acomodar-se e sua disposição para desapossar a terra foi acabando-se, até que eles se conformaram em não expulsar de todos os inimigos no qual o Senhor havia ordenado que lhes fosse sujeito.
Sei que receberemos muitas vitorias através dessa nossa disposição de jejuarmos e apresentarmos a Deus nossas famílias em oração, mas devemos ser bastante cautelosos em não permitir que existam ainda inimigos em nossa casa sem serem destruídos. A vontade de Deus é que não venhamos nos conformar e permitir que o vicio, a destruição, o pecado ou quaisquer ciladas de Satanás continuem habitando conosco, Sua vontade e Seu chamado para nossas vidas é fazer com que tudo isso seja destituído de nosso lar e que nossa casa seja completamente consagrada como um altar erigido apenas para honrar e glorificar a Deus.


“Era, porém, Josué já velho, entrado em dias; e disse-lhe o SENHOR: Já estás velho, entrado em dias; e ainda muitíssima terra ficou para possuir.”
Josué 13:1



quarta-feira, 10 de julho de 2013

Versículo do Dia!


"Em ti confiarão os que conhecem o teu nome; porque tu, SENHOR, nunca desamparaste os que te buscam."
Salmos 9:10

terça-feira, 9 de julho de 2013

Águas Amargas!


"Então chegaram a Mara; mas não puderam beber das águas de Mara, porque eram amargas; por isso chamou-se o lugar Mara.
E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber?
E ele clamou ao SENHOR, e o SENHOR mostrou-lhe uma árvore, que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces. Ali lhes deu estatutos e uma ordenança, e ali os provou.
E disse: Se ouvires atento a voz do SENHOR teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o SENHOR que te sara.
Então vieram a Elim, e havia ali doze fontes de água e setenta palmeiras; e ali se acamparam junto das águas."


Êxodo 15:23-27


Muitas vezes estamos na mesma situação, nos encontramos em um deserto sem água. Nessas horas acabamos pensando só no "agora", não vemos que precisamos passar por essas situações para chegarmos onde Deus quer que cheguemos, nos esquecemos que Deus quer sempre o melhor para nós.
Nas horas de dificuldade temos que agradecer a Deus, pois isso significa que Deus esta fazendo uma obra em tua vida, temos que ter paciência, temos que ter fé e nos abrir verdadeiramente a Cristo.


Fiquem Com Deus

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Versículo do Dia!



"Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte."

2 Coríntios 12:10

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Versículo do Dia!



"Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo."

Efésios 6:11

terça-feira, 2 de julho de 2013

Cumprindo o seu chamado.


Não raramente, vemos homens da Bíblia assustados com o chamado de Deus em suas vidas. O peso da responsabilidade envolvida, a complexidade de profetizar à povos rebeldes e obstinados. Imagino o pesar desses grandes profetas ao anunciar cativeiros, sofrimento e castigos iminentes. 

Talvez alguns conquistem ministérios motivados à suas aspirações egoístas, como para atrair para si notoriedade, prestígio, poder; outros, felizmente, possuem plena convicção de que receberam um chamado de Deus, para unicamente agirem como instrumentos Dele.

Deus é que escolhe quem usar em Sua obra, e em Sua mente insondável, muitas vezes usa grandemente os "menos prováveis" à olhos humanos. Paulo escreveu à igreja de Corinto: "Irmãos, pensem no que vocês eram quando foram chamados. Poucos eram sábios segundo os padrões humanos; poucos eram poderosos; poucos eram de nobre nascimento.Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes." (1 Coríntios 1:26-27).

Muito comumente, este chamado não se cumpre com facilidade. Seja a partir das muitas retaliações espirituais, seja pela própria dificuldade em executá-lo. Veja o caso de Ezequiel. Deus o advertiu que não temesse Israel e suas palavras (Ez 2:6); que não o iriam ouvir pois toda a nação estava endurecida e obstinada (Ez 2:7). Ezequiel devia falar à seus compatriotas exilados; muito provavelmente desgastados e sofridos, por conta dos próprios pecados que o levaram àquela situação cativa. 

Imagine-se profetizando no meio de um povo de palavras duras, relutante à ouvir tudo o que o próprio Espírito do Senhor o inspira à dizê-lo. Você não possui honra, moral, ou vida social entre o povo. Não obstante, não entregar palavras de advertência quando Deus o ordena a fazê-lo, pesa como iniquidade em você mesmo, por conta da omissão de não haver profetizado. Não para menos, Ezequiel sentiu-se amargurado e cheio de ira ao receber seu chamado da parte do Senhor (Ez 3:14).

Mas não escrevo este texto para lembrá-lo das dificuldades em cumprir o que Deus determinou à sua vida ministerial. Escrevo para lembrá-lo que, independente dos sofrimentos possíveis, a obediência ao que Deus nos entregou é sempre o melhor caminho, e Ele sempre capacitará os seus servos à executarem a obra. Uma parte do texto de Ezequiel 3 chamou-me muito a atenção e gostaria de compartilhar:

"Mas a nação de Israel não vai querer ouvi-lo porque não quer me ouvir, pois toda a nação de Israel está endurecida e obstinada. Mas eu tornarei você tão inflexível e endurecido quanto eles. Tornarei a sua testa como a mais dura das pedras, mais dura que a pederneira. Não tenha medo deles, nem fique apavorado ao vê-los, embora sejam uma nação rebelde". E continuou: "Filho do homem, ouça atentamente e guarde no coração todas as palavras que eu lhe disser. Vá agora aos seus compatriotas que estão no exílio e fale com eles. Diga-lhes, quer ouçam quer deixem de ouvir: Assim diz o Soberano Senhor". Depois o Espírito elevou-me, e ouvi esta estrondosa aclamação: "Que a glória do Senhor seja louvada em sua habitação! (Ezequiel 3:7-12).

Deus tornaria Ezequiel corajoso ao entregar as profecias. Deus o faria forte e determinado, a fim de capacitá-lo a executar seu chamado profético. Perceba que o Senhor pedia continuamente que Ezequiel não tivesse medo, nem se apavorasse. Esta observação permanece nos dias de hoje. Quando Deus entrega algo à seus servos, estes precisam anunciar a mensagem de Deus como diz o verso destacado: "quer ouçam, quer deixem de ouvir". No texto entendemos também que o Espírito de Deus o elevava (v.14), entrava no profeta enquanto este ouvia o que o Senhor lhe falava (v.2); e ainda vemos a presença do Espírito Santo em todo decorrer deste livro. É o Espírito Santo em nós que executará o chamado recebido da parte de Deus. Temos a total dependência do Espírito para realizar o ministério que nos coube. 

Por isso busque discernir do Senhor qual a sua missão, e como você pode ser útil ao Reino de Deus aqui na terra. À todos nós foi incumbido o propósito de fazer discípulos de todas as nações; e o "Ide" de Cristo pode começar a partir das pessoas mais próximas de nós, como amigos e família.

"E lhes disse: "A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita." (Lc 10:2). 

E à você, que já possui plena e total convicção de seu chamado, cumpra-o com afinco e fidelidade, afinal, independente das adversidades é o SENHOR quem te capacita à cumpri-lo, e acima das dificuldades encontra-se um grande privilégio de participar da expansão do Reino.

Deus te abençoe!

Versículo do Dia!



"Pois o Senhor, o seu Deus, os acompanhará e lutará por vocês contra os seus inimigos, para dar a vitória a vocês."

Deuteronômio 20:4