quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

“E o teu desejo será para o teu marido…”

“E á mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua concepção; com dor terás filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará” (Gênesis 3.16,).

Genesis 3.19

Muitos cristãos tem entendido errado essa passagem, especialmente quando Deus disse para Eva que o desejo dela seria para o seu marido. Alguns comentaristas dizem que isso se refere ao desejo sexual. Penso que se isso fosse a consequência do pecado refletida em nós, mulheres, então isso não seria ruim, na verdade, seria uma coisa boa. Como o marido da escritora Sharon Jaynes diria: “Isso não seria uma maldição. Seria uma bênção!” Na verdade, o texto significa que o desejo da mulher controlar, dominar o marido estaria dando início a partir daquele dia.

Vamos tentar entender. É mais ou menos assim, depois da queda humana, os homens ficaram com um tendência de domínio sobre as mulheres, de forma cruel. E as mulheres estariam ali, querendo moldar o marido do jeitinho delas. É isso que tem destruído muitos lares. É preciso renunciar e se arrepender de todas essas atitudes malignas que começaram assim que Adão e Eva negaram obediência ao Senhor.

Mulheres, sejamos honestas conosco: queremos exercer certo domínio algumas vezes (pra não dizer sempre) em nosso marido. Dizemos que muitas coisas que ele faz está errado. Que ele tem que fazer isso e aquilo. Eu sei, que muitas mulheres estão sendo como Eva, levando o “fruto” para que seu marido saboreie, e seja tirado da presença de Deus, e isso é triste. Muito triste. Mas eu tenho uma boa notícia para você que tem visto seu lar ser destruído com toda essa maldição do pecado, e essa boa notícia se encontra na preciosa Palavra de Deus:

“Porque, se, pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundancia da graça e o dom da justiça reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um, muitos serão feitos justos” (1 Coríntios 5.17,19).

Jesus veio para nos libertar do pecado, o Espírito Santo veio para nos convencer de todo o pecado. Morte pela desobediência veio por Adão, mas a graça que nos dá vida, veio por meio de Jesus.

Mulheres, se acheguem com humildade e mansidão na presença de Deus, porque tenho certeza de que Ele não irá desprezá-las. Exponha sua culpa perante o Senhor, pois Ele é fiel e justo para nos perdoar. Tenha sempre com você o Manual mais precioso que alguém poderia ter – A Palavra de Deus – para que Cristo a molde de acordo com Sua vontade, fazendo com que o plano perfeito para cada mulher seja realizado. Que Ele te dê um coração temente, submisso, que foge do pecado e sujeita-se a Deus.

De forma alguma, o Senhor, quer que estejamos competindo com nosso marido, sobre quem é melhor na posição de “cabeça da casa”. Deus nos quer como auxiliadoras, edificadoras, sábias, idôneas, para a glória dEle (acredite, isso não é nada de inferior como muitos dizem). A medida que vamos descobrindo nossa verdadeira identidade, a satisfação de Cristo, vem habitar em nosso coração, e aprendemos que não há nenhuma alegria sem viver conforme a vontade dEle. Aquela que Ela já estabeleceu desde o princípio.

Nosso Manual diz:

“A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos, a derriba” (Provérbios 14.1).

“Enganosa é a graça, e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada” (Provérbios 31.30).

“O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1 Coríntios 13.4-7).

“Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros. Ira-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo […] Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a quer for boa para edificação, conforme a necessidade, e assim transmita graça aos que ouvem” (Efésios 4.25,26,27,29).

“As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo. Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido” (Efésios 5.22-24).

“Esposas, sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor” (Colossenses 3.18).

Deus abençoe vocês!

7 comentários:

  1. gerados por nada,nada sois,só nadam e se afundam neste dilúvio do caos da vossa maldade malicia dese fim do mundo,sou um deus vil=desprezada = triste que junto aos anjos da angustia que vocês afligem com sua malicia desde outras vidas ,calem-se diante Dele ó terra... porque esse mesmo Deus deus Deus foi morto por vocês.. sua maldade então deixaram deus tão tristeeee'' (musica)

    ResponderExcluir
  2. caiam pra cima de mim como Matias... com suas pedrinhas.. eu ja estou morto mesmo...vos ignoro e vos zombo,e se meteram nas ''cavernas '' e concavidades das rochas e diram cai cai sobre nós,a vida inferior suas está tão fresquinha não é.. comendo e bebendo dos ''manjares'' que pegam indignamente,no que ja meteram a boca nisto á muito...

    ResponderExcluir
  3. e escrrevi isso tudo de mãos limpas nisto como chicote de azarrogue sem ler nada desa mensagem,só li oque procurava de meu intenso trabalhar sobre o pesquizar sobre o versículo de GN..

    ResponderExcluir