domingo, 30 de março de 2014

Versículo do Dia

Amastes a justiça e odiastes a iniquidade, por isso DEUS o teu DEUS te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.
Hebreus 1: 9


quinta-feira, 27 de março de 2014

Reflexões Biblícas

Boa Noite Pessoal!
Aqui trago uma experiência que tive e também um aprendizado que levo para mim e compartilho com vocês.
Certa vez não faz muito tempo fiz um curso de lideres na igreja e em tudo tento aprender porque sei que o Senhor está me ensinando algo. E uma coisa me chamou atenção sobre a palavra GRAÇA, graça é igual á favor e merecido, ou seja Graça e um favor de DEUS nas nossas vidas sem merecermos, ou seja ele vê graça em nós, ele vê algo diferente em nós!
Para que fique claro em 1Cor 15: 10 fala assim : Pela Graça de DEUS sou o que sou, e a graça que ele me deu não ficou sem resultados. Pelo contrário, eu tenho trabalhado muito mais que os outros apóstolos. No entanto não sou eu quem tem feito isso e sim a graça de DEUS que está comigo. 
Paulo não estava se gabando, ele está testemunhando que a graça de DEUS estava sob ele dando ousadia para avançar no reino de uma forma mais intensas que os outros apóstolos. Ele sabe que sem essa graça as pessoas não ouvem uma pregação, não há cura e não fazemos a diferença neste mundo . Quando você aceita a Jesus ao aceitar Jesus o favor de DEUS já está sob sua vida.
Creia você é uma pessoa cheia de graça, quando uma situação não for favorável á você, lembre-se que filhos de DEUS tem graça isso já te eleva muito, pois DEUS é contigo. 






"Se a graça e como o oceano estou afogando''
Jesus Culture
He love's me

Esse louvor exemplifica que aqueles que tomam posse da graça de DEUS nas suas vidas se afogam em graça que nada o abala, sejam assim e se você não consegue, ore e peça ao senhor com toda fé e com toda sinceridade para que ele te revele e graça dada a você.

Fiquem na Paz

Deus abençoe
com amor

Ju

Versículo do dia!



"Não aborrecerás o teu irmão no teu íntimo; mas repreenderás o teu próximo e, por causa dele, não levarás sobre ti pecado"

Levítico 19.17

quarta-feira, 26 de março de 2014

Espaço para o Poder

“Em verdade que não convém gloriar-me; mas passarei às visões e revelações do Senhor.
Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu.
E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe)
Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar.
De alguém assim me gloriarei eu, mas de mim mesmo não me gloriarei, senão nas minhas fraquezas.
Porque, se quiser gloriar-me, não serei néscio, porque direi a verdade; mas deixo isto, para que ninguém cuide de mim mais do que em mim vê ou de mim ouve.
E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.
Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.
E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.
Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.”
2 Coríntios 12:1-10

Quando Tais estava no ensino médio, tinha um medo crescente de algum dia enfrentar uma doença grave. E ela começou a orar – pedindo a Deus que a livrasse desta doença imaginaria. Em seguida, num momento decisivo em seu modo de pensar, entregou seu futuro a Deus independentemente de qualquer coisa.
Anos depois, o médico de Thais encontrou um tumor cancerígeno, cujo tratamento de quimioterapia foi bem-sucedido. Thais afirma que por ter confiado seu futuro a Deus, estava pronta quando a doença veio. O seu problema se tornou uma via de acesso para Deus manifestar Seu poder.
Podemos observar na vida de Paulo que ele também se entregou a Deus. Sua entrega aconteceu após o “espinho na carne” – ter se desenvolvido.

“E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.”
2 Coríntios 12:7

Paulo orou repetidamente sobre esta dificuldade, suplicando a Deus que a retirasse. Mas Deus respondeu:

“E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.”
2 Coríntios 12:9

Entendendo isto, Paulo adotou um ponto de vista positivo:

“E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.
Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.”
2 Coríntios 12:9-10

Ao enfrentarmos nossos medos e lutar, é vital nos rendermos por completo a Deus. Ao fazermos, Deus pode usar nossos problemas como uma via de acesso para o Seu poder.

Saber lidar com nosso poder não substitui a necessidade de nos rendermos ao poder de Deus.

Fonte: Pão Diário Publicações RBC

terça-feira, 25 de março de 2014

Entrevista com Maristela Amorim Gandra

Pessoal, tivemos o prazer de entrevistar Maristela Gandra!
Para quem ainda não a conhece, Maristela é uma serva do Senhor, que tem sido usada grandemente neste tempo, com uma missão e um propósito estabelecido por Cristo Jesus!
Maristela, mais uma vez agradeço por nos ter dado um pouco de seu tempo. Esta entrevista será de grande valia e ajuda para muitas pessoas!

Maristela Gandra Entrevista 12

GPC: Maristela, conte-nos um pouco sobre sua história.

Maristela: Minha história com o CA Cerebral teve início em Fevereiro do ano de 2004. Tive uma convulsão enquanto dormia, uma única vez, e o meu esposo viu bem no momento em que ela estava acontecendo. Estava com 29 anos de idade, mãe de duas lindas meninas, Luana, que estava com 11 anos, e Sara com 03 anos de idade.

Maristela Gandra Entrevista 4

GPC: Fale sobre o protejo do livro “No Vale de Baca”

Maristela: Ao ser diagnosticado o Câncer Cerebral, o médico especialista notou que o tumor estava em uma área nobre do cérebro, e sendo assim, não poderia ser operado. No entanto, ele ainda pediu que após 40 dias fosse feito uma nova Ressonância Magnética, a fim de que fosse observado se haveria crescimento da lesão. Findado os 40 dias, estava na igreja em que era membro, e todos reunidos orávamos, quando o Senhor se manifestou através de uma profecia, dizendo que havia chegado até a Ele o clamor da Sua Igreja (Igreja Corpo Vivo) por mim, e que ainda naquela semana Ele daria um sinal na minha enfermidade, porque Ele tinha um PROJETO através dela, e uma experiência para minha vida. Ao buscarmos saber qual era o Projeto, Ele nos disse em sua Palavra “É necessário que eu pregue as boas-novas do Reino de Deus noutras cidades também, porque para isso fui enviado" Lucas 4:43. O sinal mencionado por Deus se cumpriu, o 2º exame de RM mostrava o tumor em outra área, e sendo assim, pode ser operado! Ainda antes da cirurgia, houve outra profecia dizendo que eu haveria de tornar notório tudo que o Senhor estava fazendo em minha vida, e numa visão espiritual, Ele me concedia um diário e uma caneta. A história então discorre com várias experiências acerca deste agressivo CA. Houve grandes perdas pós-cirúrgicas, devido à duas cirurgias (2004 e 2006); também houve uma terceira recidiva em 2007, que resultou numa radiocirurgia na cidade de São Paulo (27 sessões). O Projeto tomou forma escrita num resumo em 2008, e em 2011 foi lançado a 1ª edição de No Vale de Baca, obedecendo assim a ordem de Deus de fazer notório os seus grandes feitos. O terceiro CA não pôde ser retirado, hoje sobrevivo com ele. Para a medicina sou um caso bem sucedido, para nós, isto é poder de Deus. Estar viva sem a cura, (e Ele não irá curar), faz parte deste lindo Projeto que tem alcançado milhares de peregrinos atravessando seus vales.

Maristela Gandra Entrevista 2Maristela Gandra Entrevista 3

GPC: Quem era Maristela Amorim antes do câncer?

Maristela: Sempre digo que o Câncer me curou de mim mesma! Pensava que já conhecia tudo sobre Deus, que minha fé removia montanhas! Era uma legalista religiosa. Um vaso estragado rsrs... Extremamente ativista dentro da instituição local, estava convicta de que tudo que fazia, fazia no centro da vontade de Deus. Quando começo a compreender o Projeto, e que dentro dele não haveria o tão desejado, almejado, e idolatrado milagre da cura, acontece então uma crise interna em relação a legitimidade da fé que possuía.

GPC: O que você diria para pessoas que passam pelo mesmo problema que o seu, e que nesta hora encontram-se decepcionadas com Deus?

Maristela: O que tenho dito sempre para os peregrinos do Vale de Baca, que atravessam juntamente comigo, é que o pior Câncer é o da Alma! Deus tem prazer em curá-lo! Quanto às demandas desta vida, precisamos aprender a lidar com elas e VIVER UM DIA DE CADA VEZ! As perdas, as doenças, os fracassos pessoais, as tragédias naturais, fazem parte de um mundo que se corrompeu e virou as costas para Deus. Todavia Ele nos amou de tal maneira que nos deu Seu Único Filho para restaurar todas as coisas, e colocar ordem no caos. Jesus nos salvou! O Seu Reino chegou até nós! Está dentro de cada um que se submete a Ele como Rei e Senhor de sua vida. Diante disto não há doenças, morte, medo, derrota, não há nada que nos separe deste Amor. Compreender e aceitar pela fé a Soberania de Deus foi para mim libertador. Tal entendimento soltou as amarras da minha fé adoecida, abriu as cadeias da decepção que nutria contra Deus. Posso dizer então o mesmo que um dia Ele me disse dentro do Vale “Eu te quero mais perto de Mim”! Mais perto dEle é o melhor lugar do mundo!

Maristela Gandra Entrevista 5

GPC: Atualmente, muitas igrejas tem investido todos seus esforços para levarem vidas a acreditar que o “vale” não é um lugar que Deus quer que passamos. Qual a sua opinião sobre isso?

Maristela: A igreja do século XXI está cancerosa! Apostasia escancarada! Temo pelas vidas que dentro da igreja estão sendo conduzidas ao sofrimento eterno sem perceberem... O Cristão está para a tribulação, assim como o ouro está para o fogo. Em sua 1ª carta, Pedro nos diz que, “ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias provações, para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo”. Pedro diz que a confirmação da fé vem por uma gama de sofrimentos, e que o sofrimento para a confirmação da fé vem quando necessário, e ele não permanece para sempre, todo sofrimento tem fim! Uma fé provada e aprovada resultará na salvação da nossa alma – I Pedro 1:9. E o que diz ainda o maior apóstolo que já existiu?! Vou me ater somente num texto, em meio a tantos que Paulo nos escreveu, e que respaldam a necessidade, e o valor dos vales na vida de um cristão:

“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” Rm 5:3-5.

GPC: Você acredita que temos vivido num tempo onde pessoas dentro da igreja são mais “mimadas” do que gratas?

Maristela: Não tenho dúvidas disto! Nunca vi tanto crente mimado como agora. O evangelho humanista produz este tipo de crente, não convertido, não transformado, que anda de um lado para outro em busca somente do pão que perece, como aquela multidão que seguia Jesus em busca somente dos milagres. “Porém Jesus bem sabia o que havia dentro do coração do homem” (João 2:24-25).

GPC: Quando Deus não tem um plano de cura, ele jamais deixa a pessoa enganada. No seu caso, qual foi sua reação quando Deus deixou isso claro pra você?

Maristela: Em todo tempo Jesus só me fez bem; Ele preparou-me amorosamente para que quando chegasse este dia, eu estaria pronta para aceitar esta notícia que seria uma realidade permanente em meu vale. No livro, discorro sobre este momento, e que foi crucial no Projeto que já estava estabelecido. Foi quando me encontrei entre a Cura e o Projeto. Embora, eu pudesse escolher, hoje sei que a escolha seria inevitavelmente o Projeto. Lembro-me do episódio de Abraão levando Isaque para ser oferecido como sacrifício. Deus sabia que Abraão iria até o fim, e quando o anjo do Senhor disse “Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus” Gn 22:12, este “agora sei”, em hebraico significa “agora sei na experiência que temes a Deus”, ou seja, na prática. Nos vales é que somos conhecidos, e oportunamente conhecemos a fé que temos, e onde esta fé está firmada. É na experiência que aprendemos que podemos confiar em Deus e descansar! Ele proverá sempre!

GPC: Conte-nos as experiências que você teve no hospital

Maristela: Foram muitas! Na primeira cirurgia, tive uma N-Plegia grau 3, ou seja, perda total de movimento e força do lado esquerdo, e sou canhota! Mesmo estando em uma cadeira de rodas, ainda no hospital, distribuía sorrisos, depois voltei a andar perfeitamente! E não foi diferente da 2ª cirurgia, onde perdi toda coordenação motora do lado esquerdo, e tive que reaprender a usar os movimentos. Na 3ª recidiva, estive em São Paulo por dois meses em tratamento, e foi no hospital onde o meu testemunho pessoal foi marcante. Todos que conviveram comigo percebia que havia algo diferente em minha vida, pois além do sorriso, notava-se um contentamento interno e uma paz que não combinava com o prognóstico do meu CA, ou seja, todos sabiam que meu tratamento era só um paliativo, e que minhas chances já haviam terminado. Gosto muito e até usei esta citação de Francisco de Assis em meu livro, e que resume tudo isto: “Pregue sempre o Evangelho, e se for necessário, use palavras”.

Maristela Gandra Entrevista 6

GPC: Conte-nos como tem sido para você ser um canal de Deus nas igrejas por onde tem pregado?

Maristela: Uma Missão. Ele me chamou numa hora grave e perigosa para pregar o Evangelho do seu Reino. Só estou viva por causa deste Projeto que tem um fim em si mesmo, pregar o Evangelho onde Ele me enviar, e esta responsabilidade é toda dEle, quem sou eu para argumentar Sua Vontade Soberana. Prego como se fosse o último culto, o último dia. Aprendi a nunca julgar uma igreja pelo seu tamanho ou a sua popularidade. Peço a Deus sempre que me ensine a ficar diante dos grandes, e também a ministrar para os pobres e humildes. Percebo que em algumas igrejas, as ovelhas são massa de manobra nas mãos de lobos devoradores, e sendo assim, me coloco na total dependência do Espírito Santo para conduzir a pregação da forma que Ele quiser. Muitos pastores são pegos de surpresa, pois o convite a princípio era somente para dar o testemunho No Vale de Baca, rsrs. Então hoje entendo que o testemunho dentro do Projeto, tem sido como uma isca, a fim de que eu entre em qualquer igreja, e também em diversas escolas, para palestrar para professores e alunos, como também em outras repartições públicas.

Maristela Gandra Entrevista 7

GPC: Acreditamos que o vale é o lugar onde podemos nos achegar mais perto de Cristo. Pois lá, o poder dEle é aperfeiçoado em nós, a Sua luz brilha em nossa escuridão, e a alegria dEle faz com que nossa tristeza salte de alegria. E para você: qual tem sido o significado do vale em sua vida; mais precisamente, o que tem sido o Vale de Baca para você?

Maristela: Minha faculdade. O melhor lugar para estar mais perto de Deus. No Vale de Baca, cada dia é único e novo. O sol de Baca é inédito todos os dias. Cada dia um novo poço precisa ser aberto para receber de Deus a provisão daquele dia. É desafiador em alguns momentos quando o vale se estreita, e estes trechos a percorrer... me refiro às dores de cabeça diárias seguidas de queimor e pressão, resultando também em náuseas, e em alguns dias são mais fortes do que em outros. Experimento algo fantástico, na verdade um fenômeno no Vale de Baca, que é o alívio completo no momento em que estou pregando. Simplesmente não sinto nada no exato momento da pregação. Há um ano tenho observado isto, e acreditem, não é por causa da adrenalina, já comprovamos!

Maristela Gandra Entrevista 8

GPC: Em seu testemunho, você diz o perigo de termos fé em nossa fé. Pode dizer-nos mais sobre isso?

Maristela: Num senso comum ter fé significa “acreditar muito que Deus irá fazer alguma coisa”. Todavia, hoje tem se pregado um evangelho de facilidades, que ensina que basta ter fé, que Deus vai fazer o que você está pedindo, que Ele vai cumprir os seus sonhos, os seus projetos. Isto é ter fé na fé! O cristão gerado do Evangelho Verdadeiro é ensinado pelo Espírito Santo que a fé verdadeira é aquela que te leva a se entregar, confiar e descansar, sem nada em troca. A fé em Cristo Jesus te conduz para o centro da Sua Soberana Vontade. Minha fé, outrora imatura, me fez “determinar” para Deus que Ele teria que me curar. Sofri a duras penas até aprender na prática que a Vontade de Deus é boa, perfeita, e agradável. Hoje minha fé amadureceu, se tornou inabalável. Vivo no tempo de Deus, minha cura é eterna, e estarei eternamente curada! Isto é libertador! A fé genuína te liberta para viver e experimentar os milagres diários que o nosso Deus nos concede.

Maristela Gandra Entrevista 9

GPC: Conte-nos mais sobre a obra missionária para onde o lucro dos livros são destinados?

Maristela: O Projeto é do Senhor, Ele é quem fez e faz todas as coisas! O que de graça, que pela graça recebi, de graça dou. Todo o lucro da venda do livro é destinado para Missões Peruanas, em Pucallpa. Há 22 anos uma família tem se dedicado em tempo integral para evangelizar esta terra. O Pr. Fernando, missionário brasileiro, casado com a peruana Milagros, e pai de três filhos, é quem está à frente desta obra. São mais de 05 trabalhos estabelecidos em favelas e aldeias indígenas. Ainda existe muita necessidade por lá, em todos os sentidos, e o meu coração e do meu esposo, chora por anseio, por querer fazer mais, e não podemos. Nos entristece, e nos enoja ver templos de luxo construídos, fortunas arrecadadas para missões e que não são enviadas ao campo missionário. Lamentável ver missionários vivendo à mingua, e às vezes tirando até do pouco que se tem para alimentar os nativos que com eles convivem...Vergonha! Precisamos acordar para isto. Se a sua igreja local arrecada oferta para missões, procurem saber, para onde, para quem e quanto está sendo enviado, e numa junta, analisar se este valor é o suficiente para o missionário e sua família sobreviverem e realizar a obra de Deus. Fica a dica.

Maristela Gandra Entrevista 10

GPC: Para quem quiser obter o livro, como proceder?

Maristela: O livro No Vale de Baca já está em sua 2ª tiragem/3ª Edição. Ele não tem editora, a edição é da própria autora. Não é encontrado em nenhuma livraria. Sua venda é feita através de contatos de e-mail, Facebook, e telefones. É enviado para qualquer lugar do mundo, como assim tem sido desde a 1ª Edição. Seu valor de oferta é a partir de 15,00 reais. Seu pagamento é depositado numa conta corrente, e o livro enviado via correio após confirmação de depósito.

E-mail – marisgandra@hotmail.com

Facebook - https://www.facebook.com/maristela.gandra

Telefone fixo – 31 30914720

Telefone celular Oi – 31 85268508

Maristela Gandra Entrevista 11

GPC: Para finalizarmos, deixe uma palavra de ânimo à todos os cansados e desanimados espalhados pelo mundo, que estão atravessando um vale.

Maristela: Com a força de Cristo Jesus você pode enfrentar qualquer situação!

“Tudo posso em Cristo que me fortalece” Filipenses 4:13

Veja abaixo um vídeo sobre o trabalho missionário realizado em Pucallpa: 

Que todos tenham gostado dessa maravilhosa entrevista como eu! Respostas muito sábias vindas diretamente do trono! Maristela, que o Senhor continue te abençoando e te usando grandemente!

Que o Senhor esteja com todos vocês!

Compartilhar Espaço

“Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.
Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.
Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.
Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo?
E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo?
Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato?
Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.
E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?
Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo.
E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós.
Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários;
E os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra.
Porque os que em nós são mais nobres não têm necessidade disso, mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela;
Para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros.
De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.
Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular.”
1 Coríntios 12:12-27

Milhares de pessoas coordenam uma empresa em suas casas. Mas algumas concluíram que trabalhar sozinhas pode ser solitário demais, para prover a estes solitários uma comunidade, novos espaços de “trabalho conjunto” foram projetados. Grandes instalações são alugadas e as pessoas que trabalham como autônomas podem compartilhar o espaço com outras. Cada um tem sua própria área de trabalho, mas pode trocar ideias com outros trabalhados independentes. Destina-se aqueles que sentem que trabalhar melhor ao lado de outros ao invés de sozinhos.
Algumas vezes, os cristãos pensam que trabalham melhor sozinhos, no entanto, devemos trabalhar juntos na igreja. Cada cristão foi colocado no “corpo de Cristo”:

“Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular.”
1 Coríntios 12:27

E o Senhor deseja que falamos parte de uma comunidade local de cristãos – usando nossos dons espirituais e trabalhando juntos em Seu serviço.
Entretanto, por várias razoes, alguns não tem condições de participar. Por questões de saúde, podem estar confinados em suas casas ou podem não saber se adaptar em uma igreja. Estes, porém, são uma parte necessária do corpo.

“Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários;
E os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra.
Porque os que em nós são mais nobres não têm necessidade disso, mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela;
Para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros.”
1 Coríntios 12:22-25

E neste ponto outros podem suprir estas necessidades de união. Façamos a nossa parte para que outros possam sentir-se integrados na comunidade na fé. Juntos, nós trabalhamos melhor do que separados.

A comunhão nos edifica e nos une.


Fonte: Pão Diário Publicações RBC

segunda-feira, 24 de março de 2014

Operação Nínive- Dia 14!

“Jogaste-me nas profundezas, no coração dos mares; correntezas formavam um turbilhão ao meu redor; todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim. Eu disse: Fui expulso da tua presença; contudo, olharei de novo para o teu santo templo.”

Jonas 2.3-4

OPERACAO_NINIVE_1356545533P

Como será que Jonas se sentiu ao escorregar pela garganta do grande peixe e até mergulhar no suco gástrico da barriga do animal? Logo em seguida, aquela fera do mar nadou até as profundezas e, de repente, mudou o percurso e foi atrás de um cardume, engoliu alguns peixinhos e começou a nadar rapidamente em direção à superfície. Não existe nenhuma montanha-russa que tenha tantas voltas e desvios, e o passei de Jonas era terrível e não eletrizante. O passei ocorria na escuridão total. Assim é possível entender por que disse: “Fui expulso da tua presença”.
Quando estava na “barriga” do navio, Jonas dormiu enquanto os marinheiros estavam em uma reunião de oração. Agora, na barriga do peixe, Jonas teve um momento de oração único. Ele não estava lutando contra os elementos naturais, mas com o Senhor da Natureza. “Jogaste-me nas profundezas”, disse Jonas. Ele sabia que não haviam sido os marinheiros, mas Deus! Nesse momento, quando toda a esperança estava perdida, Jonas compreendeu o senhorio de Deus.
Ele é o Senhor dos céus e é o Senhor da terra. É o Senhor do mar e também do mundo habitado. Jonas tinha que entender essa verdade. O Senhor direcionou a tempestade para o ponto exato onde o barco de Jonas iria navegar. E Deus ordenou ao peixe que engolisse Jonas no momento exato em que ele foi atirado ao mar. Jonas não acreditada que veria a terra outra vez, e ele terminaria sua vida como comida de peixe. Sem mais opções, Jonas finalmente reconheceu que Deus era o Senhor da sua vida. É impossível reconhecer Deus como Senhor e não fazer o que Ele diz para fazer.
É por isso que nunca podemos dizer: “Não, Senhor!” É uma contradição. O senhorio exige obediência. Se balançarmos nossa mão para Deus e nos rebelarmos contra Suas ordens, Ele nos deixará fugir. Só que Ele é o Senhor de toda a natureza e, em algum momento, nós seremos forçados a nos submeter a Ele. Pedro teve uma visão, em Atos, de um lençol que descia dos céus com inúmeros animais impuros. Uma voz lhe dizia: “Mate e coma”. O apóstolo respondeu: “De modo nenhum, Senhor! Jamais comi algo impuro ou imundo”. Ele não iria salvar os romanos gentílicos, mas Deus repetiu a visão e Pedro entendeu a mensagem. Ao invés de fugir, ele foi para Cesareia e levou a mensagem de Deus ao centurião Cornélio e sua família. Jesus é o Senhor e Pedro reconheceu que deveria obedecer.
Jonas lutou para se render ao senhorio de Deus. Eu também luto. Será que vamos fugir? Ou vamos nos submeter?

Nós oramos: “Venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”. Será que levamos a sério essas palavras quando oramos? Estamos dispostos a ser parte da resposta de Deus a essa oração? Não posso deixar de observar que nunca passou pela cabeça de Jonas orar por Nínive.

Créditos: Portas Abertas, Irmão André & Al Janssen

As sete igrejas do Apocalipse: #Tiatira.

Quarta carta, à igreja de Tiatira.

E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo e os pés semelhantes ao latão reluzente: Eu conheço as tuas obras, e a tua caridade, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras. Mas tenho contra ti o *tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu. Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteraram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras. E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda as mentes e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras. Masa eu vos digo a vós e aos restantes que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina e não conheceram, como dizem, as profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei. Mas o que tendes, retende-o até que eu venha. E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhes darei poder sobre as nações, e com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai, dar-lhe-ei a estrela da manhã. Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Notas: *Tolerares... Jezabel, mulher que se diz profetisa: Um pecado prevalecente na igreja de Tiatira era a tendência de tolerar o pecado, a iniquidade e ensino antibíblico entre seus líderes. João cita uma pessoa específica: Jezabel, nome este derivado da Jezabel do AT e que representa a idolatria e a perseguição aos santos (1Rs 16.21; 19.1-3; 21.1-15). Alguns em Tiatira provavelmente aceitaram falsos mestres, pelo fato de falarem em nome de Deus e terem grande popularidade e influência. Cristo condena o pecado da transigência com o erro. Devemos rejeitar qualquer preletor que coloca suas próprias palavras acima da revelação bíblica e declara que Deus aceita, na igreja, a quem comete atos imorais, participando dos prazeres pecaminosos do mundo. Alguns, na igreja, costumam tolerar tais falsos ensinos, por indiferença, medo de confronto, amizade pessoal ou pelo desejo de paz, harmonia, autopromoção ou dinheiro. Deus excluirá tal igreja, juntamente com os seus líderes.

*Aos restantes: Houve em Tiatira os que ficaram firmes na palavra de Cristo e seus padrões de justiça. Deus os conhece e promete que reinarão com Ele sobre as nações. "As profundezas de Satanás" talvez se refiram ao falso ensino de que, para experimentar plenamente a graça e a salvação divinas, devemos penetrar nas profundezas do pecado e conhecer todos os tipos de males.

Fonte: Bíblia de Estudos Pentecostal, Donald C. Stamps - Traduzida por João Ferreira de Almeida.

Versículo do dia!

Isaías 50.4

“O Soberano, o Senhor, deu-me uma língua instruída, para conhecer a palavra que sustém o exausto. Ele me acorda manhã após manhã, desperta o meu ouvido para escutar como alguém que está sendo ensinado”

Isaías 50.4

Fico com Ele!

“O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O SENHOR é a força da minha vida; de quem me recearei?
Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram.
Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria; ainda que a guerra se levantasse contra mim, nisto confiaria.
Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e inquirir no seu templo.
Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha.
Também agora a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão em redor de mim; por isso oferecerei sacrifício de júbilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao Senhor.
Ouve, Senhor, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim, e responde-me.
Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração disse a ti: O teu rosto, Senhor, buscarei.
Não escondas de mim a tua face, não rejeites ao teu servo com ira; tu foste a minha ajuda, não me deixes nem me desampares, ó Deus da minha salvação.
Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.”
Salmos 27:1-10

Anos atrás, quando ainda estudava na Universidade da California, desenvolvi uma amizade com um colega que havia sofrido uma perda terrível. Seu filho tinha morrido e sua esposa o abandonara por não conseguir lidar com a dor.
Certo dia, enquanto meu amigo e eu caminhávamos pela rua, nos encontramos parados atrás de uma mãe descabelada segurando a mão de um de menininho que estava sujo. Ela estava brava com a criança e caminhava rápido demais, arrastando-a num ritmo que suas perninhas não conseguiam acompanhar.
Chegamos a um cruzamento movimentado onde a criança parou subitamente e sua mão se soltou da mão de sua mãe. E a mãe virou-se, praguejou e continuou caminhando lentamente. O menininho sentou-se no meio-fio e irrompeu em lagrimas.
Sem hesitar por um momento sequer, meu amigo sentou-se ao lado da criança e envolveu o pequeno em seus braços.
A mulher virou-se e, olhando para a criança, começou a praguejar novamente. Meu amigo suspirou e olhou para cima. “Senhora, “disse suavemente, “se você não quer, fico com ele.”
Acontece o mesmo com nosso Pai no céu. Ele também vivenciou uma grande perda e nos ama da mesma maneira afetuosa. Mesmo que nossos amigos e família nos abandonem, nosso Deus jamais o fará.

“Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.”
Salmos 27:10

Estamos sempre sob o Seu cuidado.

Se Deus se importa com pardais, com certeza se importa conosco.

Fonte: Pão Diário Publicações RBC

domingo, 23 de março de 2014

Algo a Declarar!

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”
Mateus 5:13-16

Era apenas uma inspeção rotineira de bagagem, mas nada do conteúdo da mala era comum. O agente da alfandega suíça que a inspecionou descobriu 14 desenhos originais de Pablo Picasso. A obra de arte, que fazia parte de um caderno de esboços, foi estimada em 1,5 milhão de dólares, porem o passageiro afirmou não ter “nada a declarar” as autoridades da alfandega.
É difícil imaginar alguém embalando o caderno de esboços de Picasso entre as blusas, correndo para o aeroporto e esperando manter isso em segredo. O homem obviamente estava contrabandeando.
Como cristãos, temos algo muito mais valioso do que uma obra de Picasso para declarar! No entanto, algumas vezes mantemos o tesouro da nossa fé em Cristo trancado em nossos corações, em vez de compartilhá-lo com aqueles ao nosso redor. Jesus nos lembrou:

“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;”
Mateus 5:14

Parte de nosso propósito é refletir a gloria de Deus para que outros entendam que precisam dele. Ele também nos diz:

“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”
Mateus 5:16

Corremos o risco de nos tornarmos contrabandistas espirituais quando escondemos nossa fé em Cristo. Em lugar disso, abramos a “mala”, compartilhemos o tesouro e demos gloria ao Mestre.

Um coração pode se abrir para Deus, por meio de uma palavra bem escolhida.

Fonte: Pão Diário Publicações RBC

sábado, 22 de março de 2014

“Primeiro Eu”

“De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?
Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis.
Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.
Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.
Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?
Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.
Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza.
Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.”
Tiago 4:1-10

Um homem certa vez me perguntou: “Qual é seu maior problema?”, eu respondi: “Vejo meu maior problema todos os dias no espelho.” Refiro-me aqueles desejos de primeiro eu ocultos em meu coração.
Em Tiago 4:1 lemos:

“De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?”
Tiago 4:1

A palavra deleites refere-se aos nosso desejos de interesse pessoal. Por essa razão nos é dito:

“Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece.”
Tiago 4:14

Tiago alerta que tais desejos “primeiro eu” destruirão nossa amizade com Deus e causarão divisões, guerras e lutas.
Portanto, nos é dito para abandonar o pensamento de “primeiro eu”. Como fazemos isto? Primeiro:

“Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”
Tiago 4:7

Precisamos classificar de maneira correta – Deus é Deus e Sua vontade deve sempre vir em primeiro lugar. Segundo:

“Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.”
Tiago 4:8

Com os desejos que levam ao pecado vá até Deus para ser purificado. Não seja vacilante desejando ora o bem ora o mal. Ao contrário, deseje apenas agradar a Deus. Terceiro:

“Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.”
Tiago 4:10

Lembre-se que viver no estilo primeiro eu não é a chave para o sucesso. Coloque Deus em primeiro lugar.

Quando você esquece-se de si mesmo, geralmente passa a fazer algo de que os outros lembrarão.


Fonte: Pão Diário Publicações RBC

Versículo do Dia!



"Na presença de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos por sua manifestação e por seu Reino, eu o exorto solenemente:  Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina. Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos. Você, porém, seja sóbrio em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista, cumpra plenamente o seu ministério."
2 Timóteo 4: 1-5

sexta-feira, 21 de março de 2014

Versículo do dia!

exodo 23.13

“Em tudo o que vos tenho dito, andai apercebidos; do nome de outros deuses nem vos lembreis, nem se ouça de vossa boca”

Êxodo 23.13

Sua Biografia!

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
Ele estava no princípio com Deus.
Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.
E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.
Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João.
Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.
Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz.
Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.
Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.
Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.
E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”
João 1:1-14

Enquanto procurava uma forma interessante de instruir minha turma de redação da universidade sobre o conceito de escrever um esboço biográfico, encontrei esta ideia: escreva uma biográfica em seis palavras. Quando pediram a Ernest Hemingway, ganhador do prêmio Pulitzer, que fizesse, ele escreveu está biográfica comovente: “À venda: sapatinhos novos nunca usados.” Imagine a triste história por traz dessas seis palavras.
Ao pensar neste conceito, imaginei se poderíamos encontrar alguma biografia de poucas palavras na Bíblia. O que descobri foi espantoso. Muitos de nossos heróis das Escrituras já foram descritos dessa forma. Por Exemplo, Davi, de quem Deus disse:

“Porém agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado o Senhor para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o Senhor, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou.”
1 Samuel 13:14

“E, quando este foi retirado, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também deu testemunho, e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade.”
Atos dos Apóstolos 13:22

Ou a autodescrição de Paulo.

“Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus:”
Efésios 1:1

Ou a descrição que Paulo fez de Timóteo:

“A Timóteo meu verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai, e da de Cristo Jesus, nosso Senhor.”
1 Timóteo 1:2

E observe estas palavras sobre Maria:

“Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.”
Mateus 1:23

E sobre Jesus:

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”
João 1:14

Estas descrições precisas de pessoas de fé deveriam nos maravilhas. Qual descrição em poucas palavras me retrataria melhor? Seria positiva ou negativa? Seria talvez: “Alguém muito difícil de amar” ou “uma luz brilhando para o Senhor”?
O que seria dito em sua biografia?

Antes perdido, hoje encontrado. Eternamente grato!

Fonte: Pão Diário Publicações RBC

quinta-feira, 20 de março de 2014

Pastor Mario Freitas–Arão ou Mohamed (quem você é?).

“Mas vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão, e disse-lhe: Levanta-te, faze-nos deuses, que vão adiante de nós; porque quanto a este Moisés, o homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe sucedeu. E Arão lhes disse: Arrancai os pendentes de ouro, que estão nas orelhas de vossas mulheres, e de vossos filhos, e de vossas filhas, e trazei-mos. Então todo o povo arrancou os pendentes de ouro, que estavam nas suas orelhas, e os trouxeram a Arão. E ele os tomou das suas mãos, e trabalhou o ouro com um buril, e fez dele um bezerro de fundição. Então disseram: Este é teu deus, ó Israel, que te tirou da terra do Egito. E Arão, vendo isto, edificou um altar diante dele; e apregoou Arão, e disse: Amanhã será festa ao Senhor. E no dia seguinte madrugaram, e ofereceram holocaustos, e trouxeram ofertas pacíficas; e o povo assentou-se a comer e a beber; depois levantou-se a folgar.”
Êxodo 32:1-6

Operação Nínive–Dia 13!

“Dentro do peixe, Jonas orou ao Senhor, o seu Deus. E disse: ‘Em meu desespero clamei ao Senhor, e ele me respondeu. Do ventre da morte gritei por socorro, e ouviste o meu clamor.’”

Jonas 2.1-2

OPERACAO_NINIVE_1356545533P

A missão de Jonas lhe dava alguns privilégios únicos. Ele foi o primeiro homem s usar um submarino e o primeiro a dormir em uma cama espumosa feita de gordura e peixe.
Não acho que Jonas tenha se impressionado com essas regalias.
Como ele se sentiu dentro do peixe? Com certeza, desesperado. Podemos notar isso em sua oração.
Existem alguns comentaristas que creem que Jonas morreu e foi ressuscitado depois. Outros argumentam que Jonas poderia ter sobrevivido os três dias dentro do peixe e, para isso, citam exemplos históricos. Na verdade, não é do nosso interesse se ele morreu ou não. A realidade é que Jonas pensou que tivesse morrido. Quando foi jogado ao mar, ele cria que aquele era o fim de sua jornada. Ele deve ter pensado: “Pelo menos não terei de ir a Nínive”.
Dentro do peixe, só havia uma coisa que Jonas podia fazer: orar. Então, a maior fraqueza de Jonas se tornou sua maior força. Ele não tinha mais força física. Não podia mais fugir de Deus. Ele havia perdido tudo. Em seu sofrimento, Jonas orou. Na verdade, foi mais forte do que isso: “Do ventre da morte gritei”. Jonas clamou por socorro e Deus o ouviu.

Jonas provou que podemos orar em qualquer momento ou lugar em que estivermos. Deus nos ouve! E Deus não riu da oração de Jonas.
Ele estava fugindo da presença de Deus, mas Jonas descobriu que não se pode escapar da presença de Deus. “Para onde poderia eu escapar do teu espírito?”, diz o salmista. “Para onde poderia fugir da tua presença? Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha capa na sepultura, também lá estás”, Salmos 139.7-8. Você jamais conseguirá ir tão longe quando Jonas, que foi atirado brutalmente para fora do barco e engolido por um peixe que nadava pelo mar agitado.
Não há um preço para fugir de Deus. Espero que você não esteja fugindo de Deus. Jesus não impedirá de fugir, mas essa será uma jornada muito solitária. Será muito escura. Será muito perigosa. E você não conseguirá escapar de Deus.
Deus insistiu em usar Jonas pelo bem de Nínive, mas existem outras ocasiões em que ele deixa a pessoa fugir. Considere aquele caso triste do administrador jovem e rico que se aproximou de Jesus.
Jesus disse a ele: “Venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me”. O jovem administrador não conseguia fazer isso e foi embora. Nosso Senhor não deu nem um passo sequer atrás dele (Mateus 19.16-24).
Sendo assim, tome cuidado! A atração pelo dinheiro, prestígio, mulheres ou até uma carreira podem afastá-lo do chamado de Deus. Você pode fugir ou clamar a Deus. Se você orar a Deus, ele responderá.

A medida da minha miséria, quando voltei para Deus, tem a mesma proporção do meu conhecimento de Deus, quando eu andava com ele.

Oswaldo Chambers (Seed Thoughts Calendar, publicado em 11 de agosto de 2007)

Créditos: Portas Abertas, Irmão André & Al Janssen

Versículo do Dia


"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo."

2 Coríntios 5: 17

Reencontro Esperado!!

“Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.
Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.
Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.
Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.”
1 Tessalonicenses 4:13-18

Quando eu era menino, tinha um cachorro da raça collie chamado Príncipe, um cachorro excelente que eu amava muito. Certo dia desapareceu, e eu não sabia se ele tinha sido roubado ou se simplesmente tinha fugido – mas fiquei desolado. Procurei-o em todos os lugares. Na verdade, uma de minhas memorias mais antigas de infância é ter subido numa arvore alta, para olhar toda a vizinhança esperando encontra-lo, pois queria meu amado cachorro de volta. Durante semanas procurei, esperando vê-lo novamente. Mas nunca nos reencontramos.
Há uma percepção de perda muito maior quando pensamos que após a morte nunca mais veremos alguém que amamos. Mas para aqueles que conhecem e amam o Senhor, o afastamento causado pela morte é apenas temporário. Um dia reencontraremos para sempre!
Paulo garantiu aos tessalonicenses:

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”
1 Tessalonicenses 4:16-17

As palavras juntamente e nos trazem consolo para o coração entristecido. Estas palavras sobre o reencontro indicam que os seguidores de Cristo jamais precisarão vivenciar a separação permanente. Para nós, a morte não é um adeus, é um “até logo.”

O povo de Deus jamais diz adeus definitivamente.


Fonte: Pão Diário Publicações RBC


quarta-feira, 19 de março de 2014

Aviso!

Pessoal, temos uma novidade muito boa para vocês: teremos uma nova colaboradora no blog. Meu marido e eu achamos que seria muito bom alguém, escrevendo conosco, para nos ajudar e passar as coisas de Deus para todos vocês. Seguimos a direção de Deus, e Juliana Andrade, estará agora conosco. Juliana, seja bem-vinda e que o Senhor te use sem reservas!

A Maravilha da Natureza!

“Cantai ao SENHOR um cântico novo, porque fez maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a salvação.
O Senhor fez notória a sua salvação, manifestou a sua justiça perante os olhos dos gentios.
Lembrou-se da sua benignidade e da sua verdade para com a casa de Israel; todas as extremidades da terra viram a salvação do nosso Deus.
Exultai no Senhor toda a terra; exclamai e alegrai-vos de prazer, e cantai louvores.
Cantai louvores ao Senhor com a harpa; com a harpa e a voz do canto.
Com trombetas e som de cornetas, exultai perante a face do Senhor, do Rei.
Brame o mar e a sua plenitude; o mundo, e os que nele habitam.
Os rios batam as palmas; regozijem-se também as montanhas,
Perante a face do Senhor, porque vem a julgar a terra; com justiça julgará o mundo, e o povo com eqüidade.”
Salmo 98

Os salmistas tinham uma vantagem no louvor por seus laços estreitos com o mundo natural. Davi começou sua vida ao ar livre como pastor de ovelhas, depois passou anos escondido no terreno rochoso de Israel. Não é surpreendente que um grande amor, até mesmo reverencia pelo mundo natural emane de muitos dos seus poemas. Os salmos apresentam um mundo que se encaixa como um todo, onde tudo é sustentado e preservado por um Deus que o vigia pessoalmente.
A natureza em sua infinidade anuncia aos nosso sentidos e invencível. Como podemos não oferecer louvor aquele que engenhou porcos-espinhos e alces, que respingou alamos verdes luzentes por encostas de rochas cinzentas, que transforma a mesma paisagem em obra de arte e cada nevasca?
O mundo, na imaginação do salmista, não consegue conter o deleite que Deus inspira.

“Exultai no Senhor toda a terra; exclamai e alegrai-vos de prazer, e cantai louvores.”
Salmos 98:4

A própria natureza se junta a celebração.

“Os rios batam as palmas; regozijem-se também as montanhas,”
Salmos 98:8

Os salmos resolvem de maneira maravilhosa o problema de uma cultura deficiente em louvor provendo as palavras de uma cultura deficiente simplesmente nos deixar envolver por estas palavras, permitindo que Deus use os salmos para realinhar nossas atitudes interiores.

No louvor, a criatura reconhece alegremente que tudo que é bom vem do Criador.


Fonte: Pão Diário Publicações RBC

terça-feira, 18 de março de 2014

Orando a Bíblia por seu marido, da cabeça aos pés (Parte 4–Final)

Orando por meu marido
Seus Flancos

Senhor, oro por aqueles com quem meu marido caminha lado a lado. Oro por suas amizades. Oro para que ele tenha amigos piedosos que o afiem como o ferro afia o ferro (Pv. 27.17), que o repreendam para que ele tenha uma vida consagrada a ti (Pv 28.23) e que caminhem com ele e o ajudem a levar os fardos quando ficarem pesados demais para ele carregar sozinho (Gl 6.2). Oro para que ele tenha amigos que permaneçam ao seu lado naquilo que for certo e bom e o levantarem quando ele cair (Ec 4.10).
Oro para que meu marido seja cauteloso na escolha dos amigos (Pv 12.26) e evite fazer amizades com homens que o levem para o mau caminho (1Co 5.13). Oro para que ele seja bom amigo e encontre maneiras de incentivar aqueles que andam ao seu lado (Hb 10.24-25).

Suas Pernas

Senhor, oro para que meu marido permaneça firme nos ensinamentos de Cristo hoje (2Ts 2.15). Oro para que ele se fortaleça no Senhor e no seu forte poder, vestindo toda a armadura de Deus, para ficar firme contra as ciladas do Diabo (Ef 6.10-11). Aumenta-lhe a fé, pois é pela fé que permanecemos firmes (2Co 1.24). Tua Palavra diz: ”Ele [o Senhor] fortalece o cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias, correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam (Is 40.29-31). Está é a minha oração por meu marido hoje.

Seus Pés

Senhor, oro para que dirijas os passos de meu marido hoje, que ele olhe sempre para a frente e mantenha o olhar fixo em ti (Pv 4.25). Oro para que ande sempre pelo caminho que tu ordenastes (Dt 5.33). Oro para que teu amor esteja sempre diante dele e que ele siga a tua verdade (Sl 26.3).
Feliz é o homem que não segue o conselho dos ímpios (Sl 1.1), mas teme o Senhor e anda em seus caminhos (Sl 128.1). Oro para que meu marido ande com os sábios para ser cada vez mais sábio (Pv 13.20). Oro para que ele corra a corrida com perseverança e não tropece ao longo do caminho. Oro para que ele se livre de qualquer pecado que o envolva e o atrapalhe (Hb 12.1). Oro para que a tua Palavra seja lâmpada para os pés de meu marido e luz para o seu caminho (Sl 119.105).
Oro para que meu marido ande na verdade, na luz e em comunhão com Cristo hoje (1Jo 1.7). “O Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor concede favor e honra; não recusa nenhum bem aos que vivem com integridade. Ó Senhor dos Exércitos, como é feliz aquele que em ti confia!” (Sl 84.11-12).

Todo o Seu Corpo

Senhor, oro para que meu marido tenha boa saúde hoje (3Jo 2). Oro para que ele considere seu corpo como templo do Espírito Santo e tome conta de si mesmo (1Co 3.16). Oro para que fortaleças seus ossos a fim de que ele seja como um jardim bem regado e como uma fonte cujas águas nunca faltam (Is 58.11). Oro para que ele tema o Senhor e se afaste do mal, pois isso lhe dará saúde ao corpo e vigor aos ossos (Pv 3.7-8).

Créditos: A Mulher dos Sonhos de Seu Marido, Sharon Jaynes

A Ladeira do Sucesso!

“Então veio a palavra do Senhor a Samuel, dizendo:
Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e toda a noite clamou ao Senhor.
E madrugou Samuel para encontrar a Saul pela manhã: e anunciou-se a Samuel, dizendo: Já chegou Saul ao Carmelo, e eis que levantou para si uma coluna. Então voltando, passou e desceu a Gilgal.
Veio, pois, Samuel a Saul; e Saul lhe disse: Bendito sejas tu do Senhor; cumpri a palavra do Senhor.
Então disse Samuel: Que balido, pois, de ovelhas é este aos meus ouvidos, e o mugido de vacas que ouço?
E disse Saul: De Amaleque as trouxeram; porque o povo poupou ao melhor das ovelhas, e das vacas, para as oferecer ao Senhor teu Deus; o resto, porém, temos destruído totalmente.
Então disse Samuel a Saul: Espera, e te declararei o que o Senhor me disse esta noite. E ele disse-lhe: Fala.
E disse Samuel: Porventura, sendo tu pequeno aos teus olhos, não foste por cabeça das tribos de Israel? E o Senhor te ungiu rei sobre Israel.
E enviou-te o Senhor a este caminho, e disse: Vai, e destrói totalmente a estes pecadores, os amalequitas, e peleja contra eles, até que os aniquiles.
Por que, pois, não deste ouvidos à voz do Senhor, antes te lançaste ao despojo, e fizeste o que parecia mau aos olhos do Senhor?
Então disse Saul a Samuel: Antes dei ouvidos à voz do Senhor, e caminhei no caminho pelo qual o Senhor me enviou; e trouxe a Agague, rei de Amaleque, e os amalequitas destruí totalmente;
Mas o povo tomou do despojo ovelhas e vacas, o melhor do interdito, para oferecer ao Senhor teu Deus em Gilgal.
Porém Samuel disse: Tem porventura o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do Senhor? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.
Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei.”
1 Samuel 15:10-23

Entre os mais de 19 mil epigramas escritos pelo químico e escritor Dr. O.A. Battista encontra-se está sabia observação: “Você atinge o auge do sucesso assim que se desinteressa por dinheiro, elogios ou publicidade.” Infelizmente, acontece exatamente o oposto quando algo que tenhamos feito é louvado e recompensado. Um coração humilde pode rapidamente tornar-se um ego inflado.
Pouco antes de Saul ter sido ungido rei, ele se via como membro de uma família insignificante da menor tribo de Israel:

“Então respondeu Saul, e disse: Porventura não sou eu filho de Benjamim, da menor das tribos de Israel? E a minha família a menor de todas as famílias da tribo de Benjamim? Por que, pois, me falas com semelhantes palavras?”
1 Samuel 9:21

Em poucos anos, no entanto, ele tinha erigido um monumento em sua própria honra e se tornado autoridade suprema em sua administração:

“Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e toda a noite clamou ao Senhor.
E madrugou Samuel para encontrar a Saul pela manhã: e anunciou-se a Samuel, dizendo: Já chegou Saul ao Carmelo, e eis que levantou para si uma coluna. Então voltando, passou e desceu a Gilgal.”
1 Samuel 15:11-12

O profeta Samuel confrontou Saul por sua desobediência a Deus Lembrando-o de que:

“E disse Samuel: Porventura, sendo tu pequeno aos teus olhos, não foste por cabeça das tribos de Israel? E o Senhor te ungiu rei sobre Israel.”
1 Samuel 15:17

A egolatria é o primeiro passo na ladeira escorregadia do que chamamos de sucesso. Ela começa quando reivindicamos créditos por vitória que nos são dadas por Deus e modificamos Suas ordenanças para adapta-las aos nossos desejos.
O verdadeiro sucesso significa permanecer no caminho de Deus, seguindo Sua Palavra e dando-lhe o louvor, em vez de ansiarmos por recebe-lo.

A verdadeira humildade dá a Deus os créditos por qualquer sucesso.

Fonte: Pão Diário Publicações RBC